quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Servas do Santíssimo Sacramento da Adoração Perpétua

Conheça as irmãs de Taubaté, que doam sua vida por Jesus Sacramentado:



A característica principal e especifica de nossa missão na Igreja é o Culto público de Nosso Senhor Jesus Cristo verdadeira, real e substancialmente Presente na SSma. Eucaristia e solenemente exposto para a Adoração Perpétua. Isto constitui o “Serviço Eucarístico” que deve ser executado duma maneira constante, por todas nós, por meio da Adoração Coletiva – o Ofício Divino e das horas individuais de Adoração.

“Saibam todas que foram escolhidas e fizeram Profissão só para se devotarem ao Serviço da Divina Pessoa de Jesus  Cristo nosso Rei e nosso Deus, verdadeira, real e substancialmente presente em Seu Sacramento de Amor...” (Constituições  nº 4)
Neste Serviço direto ao Deus da Hóstia, ou no serviço à Comunidade, sempre e em tudo, somos Adoradoras

Apostolados Eucarísticos específicos

Do nosso  Carisma, decorre como que naturalmente a NOSSA MISSÃO.
Nossa vocação contemplativa adoradora é eminentemente eclesial e apostólica. Fazemos trabalhar Nosso Senhor no SSmo. Sacramento expondo-O no Trono e unindo-nos à Sua Oração e Seu apostolado, pelas nossas adorações.
O Instituto consagra-se ao amor e à glória desse Augustíssimo Sacramento, pelo apostolado da oração, pela Guarda de Honra do SSmo. Sacramento, pelos Retiros de adoração e pela Obra do Culto Eucarístico.
Pela Obra da Agregação, esforçar-se-ão as Irmãs para assegurar a Nosso Senhor, em suas capelas, uma Guarda de Honra entre os fiéis, propagando o Culto da Adoração ao SSmo. Sacramento e o amor à Sagrada Eucaristia num maior número de almas.

“A fim de se dedicarem exclusivamente ao serviço de seu Rei celestial e de estarem dispostas a cumprir a finalidade de sua vocação contemplativa adoradora, só farão apostolado específico do Instituto no próprio Convento. Seu lema será: “TUDO PARA O SERVIÇO DE JESUS NO SANTÍSSIMO SACRAMENTO” (Constituições nº 6 )


 Vida de Comunidade

Às 24 horas do nosso dia são ritmadas pelo “SERVIÇO CÍCLICO DA ADORAÇÃO”, ou seja, o revezamento das Irmãs em suas horas de Adoração durante todo o dia e toda a noite.


É este o nosso serviço primordial, que tem sua organização diária feita em dois quadros: o quadro da ADORAÇÃO DIURNA e o quadro da ADORAÇÃO NOTURNA nos quais são colocados os nomes das Irmãs.

Temos também, é claro, tudo aquilo que é próprio de toda Vida Religiosa: a Santa Missa diária, o Ofício Divino cantado em Coro diante do Santíssimo Sacramento Exposto, o terço rezado em comum na Capela, outros exercícios de piedade na Capela e no interior do Convento, momentos de Meditação pessoal e leitura espiritual, Reflexão Comunitária da Palavra de Deus, Reuniões Comunitárias, Recreios Comunitários e os trabalhos na Comunidade.

Para saber mais sobre as Servas do Santíssimo Sacramento da Adoração Perpétua, visite a página:
http://www.sacramentinastaubate.org.br

terça-feira, 15 de janeiro de 2013



Ano da Fé e JMJ: oportunidades para renovar a fé em 2013


Acesse
.: Todas as notícias sobre o Ano da Fé
.: Todas as notícias sobre a JMJ 2013


Proclamado pelo Papa Bento XVI e iniciado em 11 de outubro de 2012, o Ano da Fé propõe aos fiéis do mundo inteiro uma verdadeira redescoberta da fé, o que vem sendo trabalhado com atenção pelo clero e religiosos do mundo todo.

O arcebispo de Caracas, Cardeal Jorge Urosa Savino, publicou uma mensagem de Fim de Ano dirigida a todos os venezuelanos. Ele inicia o texto recordando justamente o convite do Santo Padre para que se celebre o Ano da Fé.  “Que se viva a fé católica em meio a um mundo secularizado, indiferente e por vezes contrário a Deus”, escreve o Cardeal na mensagem.

E nesse contexto de renovação da fé católica, a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro será um dos grandes eventos de 2013 que vai ajudar jovens do mundo inteiro nessa missão. Em artigo publicado neste domingo, 30, o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, destacou que, entre tantos legados já esperados nos grandes eventos, a JMJ terá um incomparável: “deixará a presença de um Deus Amor no coração dos jovens arautos da manhã e anunciadores de um mundo novo”.

Dom Orani enfatizou ainda que 2013 será o Ano da Juventude. “Queridos jovens: o próximo ano é de vocês! (...) Animem-se para viver com intensidade a JMJ Rio 2013 e vamos testemunhar Deus Menino, nascido de Maria Santíssima, para nos salvar!”. 

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Comunidade da Espanha: Ir César, Ir Sergio. Pe Delsi e Pe Gil


Catedral de Córdoba


A IDEOLOGIA DO GÊNERO DESTRÓI A FAMÍLIA




Queridos Irmão e Irmãs:
Em que consiste a ideologia do gênero, da qual ouvimos falar continuamente? O Papa Bento XVI acaba de referir-se a ela, com tons suaves más profundamente alarmantes. A ideologia do gênero destrói a família, rompe todo laço do homem com Deus através de sua própria natureza, coloca o homem acima de Deus, e então Deus já não é necessário para nada, temos que dispensa-lo, porque Deus é um obstáculo para a liberdade do homem.
A ideologia do gênero é uma filosofia, segundo a qual, “o sexo já não e um dom original da natureza, que o homem deve aceitar e preencher pessoalmente de sentido, más um papel social da qual se decide autonomamente, enquanto que até agora era a sociedade que decidia” P. Bento XVI. A frase emblemática de Simone de Beauvoir (1908-1986), companheira de Jean Paul Sartre: “Mulher não nasce, más se torna”, expressa que o sexo é aquilo que um decide ser. Já não valeria os ultra-som que detecta o sexo da pessoa antes de nascer. Esperamos um bebê. É menino ou menina? O ultra-som nos diz claramente que é menina. Não. O que vale é o que a pessoa decide. Se quero ser homem, pode ser, ainda que tenha nascido mulher. E se queres ser mulher, pode ser, ainda que tenha nascido homem. Não se nasce, se faz. A serviço desta ideologia existem uma série de programas formativos, médicos, escolares, etc. que tratam de fazer “engolir” esta ideologia a todo o mundo, causando um mal tremendo na consciência das crianças, adolescentes e jovens.
A ideologia do gênero não respeita em nada a própria natureza na qual Deus inscreveu os seus passos: sou homem, sou mulher, por natureza. O aceito e vivo alegremente e com gratidão ao Criador. Não relacionar com a natureza, e portanto com Deus, minha identidade sexual é uma escravidão da qual a pessoa tem que libertar-se, segundo esta ideologia equivocada. Daqui vem um certo feminismo radical, que rompe com Deus e com a própria natureza, tal como Deus fez. Um feminismo que vai se estendendo implacavelmente, inclusive nas escolas. A Igreja Católica é odiada pelos promotores da ideologia do gênero, precisamente porque se opõe fortemente a isto. “Contudo, se não existe a dualidade do homem e da mulher como dons da criação, então nem existe a família como realidade preestabelecida pela criação” (P. Bento XVI).
E, no entanto, uma das realidades más bonitas da vida é a família. A família segundo sua estrutura original, onde existe um pai e uma mãe, porque existe um homem e uma mulher, iguais em dignidade, distintos e complementar. Onde tem filhos que nascem do abraço amoroso dos pais. A abertura a vida prolonga o amor dos pais nos filhos. Onde tem irmão, avôs, tios e primos, etc. Que bonita é a família, tal como Deus tem pensado! Deus quer o bem do homem, e por isso criou a família. Ainda que a ideologia de gênero tenta destruí-la, a força da natureza e da graça é mais forte que a força do mal e da morte. A família necessita da ajuda de Cristo, pois Herodes segue vivo, e não só mata inocentes no seio materno, más tenta deformar nossas crianças, adolescentes e jovens com esta ideologia, querendo faze-los ver que existe “outro” tipo de família.
O Filho de Deus nasceu e viveu em uma família e santificou os laços da família. A festa da Sagrada Família de Nazaré no contexto da Natividade é uma preciosa ocasião para dar graças a Deus por nossas respectivas famílias, que é o berço onde nascemos e onde crescemos e nos sentimos amados. É ocasião para pedir pelas famílias que atravessam dificuldades, para dar uma mão a que tenho perto e cujas necessidades não são somente materiais, mas as vezes de sofrimentos por conflitos de todo tipo. A festa da Sagrada Família de Nazaré, composta por Jesus, Maria e José é uma oportunidade para reafirmar que somente na família, tal como Deus á instituiu, encontra o homem seu pleno desenvolvimento pessoal e, por tanto, a felicidade de seu coração.
Na família está o futuro da humanidade. Porem na família que responde ao plano de Deus.
+Dom Demétrio Fernandes
Bispo de Córdoba – Espanha
(Trad.: Pe Delsi Zamboni, SSE)